Sexta-feira, 22 de Outubro de 2010
Pesquisas

Tabela com projectos similares e relevantes no que respeita ao meu tema e três perguntas de investigação.

Tabela com projectos similares e relevantes no que respeita ao meu tema e três perguntas de investigação.




Mapa de Investigação

Link do mindmap com dados da investigação recolhidos até à data, conceitos, ideias e projectos similares. Links interessantes, tecnologias, propostas de títulos e questões de investigação.

http://www.mindmeister.com/pt/maps/show_public/66072379?title=cartazes-acess-veis-em-contextos-urbanos




Quinta-feira, 14 de Outubro de 2010
Outras Participações

Alguns projectos de colegas do Mestrado de Comunicação Multimédia, que abordam alguns conceitos comuns com a minha temática:


Patricia Amaral   |   http://patriciamaral.blogs.ua.sapo.pt/

Concepção da marca como veículo interactivo de intervenção urbana e social
    • Design Social
    • Design de Intervenção Urbana
 


João Ramos   |   http://joaoramos.blogs.ua.sapo.pt/

Visualização de Dados para a Redução da Curva de Compreensão
   • Design de Informação




Sugestão de links e recursos

Encontram-se alguns recursos disponíveis na minha página da Wiki do Sapo Campus. Convido-vos a colaborarem.

http://wiki.ua.sapo.pt/wiki/Utilizador:Joana-mineiro




Quinta-feira, 7 de Outubro de 2010
Apresentação Projecto Dissertação



Domingo, 3 de Outubro de 2010
#1 Actividade

Porque escolhi esta temática?

A divulgação de um produto, bem como o layout utilizado são preocupações inerentes a qualquer designer gráfico. Numa sociedade inclusiva é importante a tomada de consciência de que a informação deve chegar a todo e qualquer cidadão.

 

O cartaz tem como principal função publicitar informação de forma visual.

 

A acessibilidade na web é um conceito bastante explorado e que já produziu respostas muito inovadoras nomeadamente no e-Learning.  A curiosidade de poder contribuir na construção de respostas a uma preocupação actual - De que forma é possível construir/projectar um cartaz acessível a cegos? associado à vertente profissional que me mantém ligada às questões da acessibilidade, foram a motivação para o desafio que me propus.

 

Pretendo com este projecto de dissertação perceber como será possível para um cego aceder a informação publicitada e divulgada em cartazes/pósteres colocados em contextos urbanos.

 

 

Que título daria, neste momento, à minha investigação?

• Eu vejo, tu “vês” cartazes acessíveis a todos

• Cartazes acessíveis: na visão de um cego

• Cartazes tipográficos acessíveis a cego

 

 

(Not) gonna do’s
• Utilização de imagens na construção do layout

Perhaps I'll do
• Utilização do sistema ColorAdd (Color Identification System) http://www.coloradd.net/

Don't have clues 
• Se irei utilizar recurso à cor ou apenas utilizarei o preto e branco
• Qual a tecnologia a utilizar para a concretização do protótipo
 




1ª Reunião

1 de Outubro de 2010
Primeira reunião com a presença da orientadora Professora Margarida Almeida e da co-orientadora Professora Catarina Lélis.


Tarefa 1: Construção de uma tabela síntese com referências a projectos similares (autores e pequena descrição)
Tarefa 2: Construção de possíveis perguntas de investigação




Quarta-feira, 29 de Setembro de 2010
Projecto de Investigação | MCMM

Cartazes acessíveis em contextos urbanos
Nos dias de hoje, com a notável evolução das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC), o nosso “saber fazer, saber viver… com os outros” está em constante reformulação.   Esta rápida e constante evolução acarreta mudanças nos modos de representação e percepção da realidade. Hoje, é necessário questionar como é que podemos chegar ao público através do design.

A mediação das tecnologias vem permitir favorecer inúmeras novas oportunidades de acesso, tanto ao nível do conhecimento pessoal como colectivo, vem contribuir para uma maior integração na sociedade.

Este projecto pretende tornar a comunicação visual, através de cartazes, acessível a todos. Numa sociedade globalizada, a palavra de ordem é acessibilidade. Quando publicado um cartaz nunca se pensa em indivíduos com algumas limitações, em particular com incapacidade visual. O problema está, em primeiro lugar, na exclusão social e intelectual.

Já alguma vez perguntou como uma pessoa invisual lê um cartaz?


Pretendo com este estudo tirar o máximo partido na função que exerço - responsável pelo Design Gráfico da Unidade de Ensino a Distância no Instituto Politécnico de Leiria.


Objectivo:
Como objectivo principal deste projecto/dissertação propõe-se o estudo e concretização de um protótipo demonstrativo de como publicitar e divulgar algo em suporte de médio formato (cartaz /mupi) acessível a indivíduos normovisuais e indivíduos invisuais. 
Para desenvolver este protótipo terá de se juntar num suporte, normalmente em papel, duas componentes:
- uma componente áudio, como encontramos no Graffiti sonoro;
- uma componente táctil, através do relevo/texturas.


Algumas referências:
- Exposição de Pintura "Olha para mim", de Mirtilo Gomes heterónimo de Tânia Bailão Lopes, uma exposição multissensorial, adaptada a cegos, através de descrições áudio e tácteis (materiais com relevo) e para visitantes surdos, através de um guiam em vídeo com língua gestual.
http://www.youtube.com/watch?v=KDKZ0X1M24c
http://www.youtube.com/watchv=487HLkTp7o4&feature=related
- Graffiti sonoro
http://www.eltono.com/exterior/graffitis-sonoros-graffitis-sonores-sound-graffitis
http://www.tunnelvision.fi/?p=264


Palavras-chave (temporárias):
acessibilidade, cartazes, incapacidade ou deficiência visual, espaços urbanos


Orientação:
Professora Margarida Almeida


Co-orientação:
Professora Catarina Lélis




::mais sobre mim

:: BLOGS

:: PERFIL

::pesquisar neste blog
 
::Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
25
26
27
28
29

30


::posts recentes

:: Curiosidade

:: Curiosidade

:: Apresentação: Plano de I...

:: De volta

:: Curiosidade

:: 4ª Reunião

:: 3ª Reunião

:: Enquadramento Teórico (es...

:: Modelo de Análise

:: 2ª Reunião

::arquivos

:: Janeiro 2011

:: Dezembro 2010

:: Novembro 2010

:: Outubro 2010

:: Setembro 2010

::links